CUIABÁ

BRASIL

Atletas participam dos Jogos Universitários Brasileiros até o dia 18, em Brasília

Publicado em

BRASIL


Cerca de 3,5 mil atletas de todo o país estão em Brasília participando das competições da 68ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs). São representantes de 271 entidades de ensino que participam de disputas em modalidades como atletismo, basquetebol, futsal, handebol, judô, natação, tênis de mesa, vôlei e xadrez.

A competição é organizada pela Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) e segue até a segunda-feira (18) com 26 modalidades. É mais do que o dobro do último evento, realizado em 2019, já que a edição de 2020 não ocorreu em função da pandemia. O Banco do Brasil é um dos patrocinadores da competição.

Os Jogos Universitários Brasileiros voltam a Brasília após 15 anos. A última vez que o evento foi sediado na capital foi em 2006, quando ainda se chamava Olimpíadas Universitárias JUBs.

Ao participar da abertura da 68ª edição dos JUBs, na última segunda-feira (11), o secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães, ressaltou a importância dos jogos educacionais para o desenvolvimento do esporte no país. “É importante retomar os jogos depois de dois anos e acreditamos nessa base da pirâmide invertida que é o esporte educacional. O esporte educacional volta a ser forte no Brasil e a gente não deve nada a nenhum país do mundo”, disse Marcelo Magalhães.

Leia Também:  Daniel Cargnin conquista a medalha de bronze no judô

O atleta universitário Luan Araújo, de Salvador (BA), disse que poder participar novamente do JUBs é uma realização. “O JUBs realmente é o sonho de todo atleta universitário. No meu estado a gente treina todos os anos para poder estar aqui e, principalmente, depois desse período de pandemia que passamos, praticamente dois anos sem praticar esporte. Estar aqui é o ápice para qualquer atleta”, afirmou.

Retomada do turismo

O JUBs trouxe a oportunidade de movimentar o turismo e a economia na capital do país. A expectativa da Secretaria de Turismo do Governo do Distrito Federal é que sejam gerados mais de 500 trabalhos temporários, contratação de 33 mil hospedagens, locação de quase 200 veículos, 65 mil refeições oferecidas, entre outros tipos de serviços de infraestrutura e hospitalidade.

“O JUBs é um e evento de grandes proporções que movimenta toda a cadeia turística. Desde o aeroporto com a chegada dos atletas, aos hotéis, aplicativos de mobilidade, táxis, bares, restaurantes porque a gente tem uma gama de 4,5 mil participantes já confirmados no evento. O evento tem nove dias, então eles consomem todos os produtos que a cidade tem a oferecer”, disse o gerente de logística de Confederação Brasileira do Desporto Universitário, Paulo Souza.

Leia Também:  Programa Casa Verde e Amarela completa um ano com avanços no combate ao déficit habitacional

Assista aos jogos através da página no Youtube da CBDU

Fonte: Brasil.gov

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

BRASIL

Governo Federal vai investir R$ 75 milhões para recuperar rodovia que corta o Alagoas

Publicados

em

Por


O Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, nesta segunda-feira (18), anunciou que vai investir R$ 75 milhões para recuperação da BR-416 que corta Alagoas. Na ocasião, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, resumiu o feito “Vamos trazer prosperidade para essa região”.

A ordem de serviço autoriza o início das obras remanescentes de pavimentação, restauração da pista existente e execução de melhoramentos para adequação de capacidade e segurança de 27,40 quilômetros da BR-416/AL, entre os municípios de Ibateguara e Colônia Leopoldina – interligando a BR-104/AL com a BR-101/AL.

“Quando a gente terminar a BR-416, a gente vai ligar regiões e permitir a conectividade das pessoas. Vai ser mais fácil ligar essa região ao litoral mais bonito do Brasil, vai ser mais fácil escoar a produção, vai ser mais fácil trazer a riqueza”, disse o ministro.

MELHORIAS – Nos trechos definidos, as equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) executarão serviços de restauração da pista existente, melhoramentos para adequação de capacidade e segurança – alargamento de pista, reforço e alargamento de pontes, correção de traçado de curvas e rampas e melhorias de acessos e travessias urbanas – e conclusão de obras remanescentes.

Leia Também:  Boxe já tem medalha garantida para o Brasil nas Olimpíadas

O empreendimento tem lote único e é dividido por segmentos: do km 7,60 ao km 17,60 e do km 17,60 ao km 19,20, os trechos receberão restauração com melhoramentos; do km 25,20 ao km 29,60, serão feitos trabalhos de pavimentação; e do km 45,60 ao km 57, o trecho também será contemplado com obras de restauração com melhoramentos.

LICITAÇÃO – Durante a cerimônia, o ministro da Infraestrutura também anunciou a publicação do edital de contratação dos projetos básico e executivo de engenharia para implantação de melhorias da BR-316/AL, no segmento entre o km 251,4 e o km 276,1, que vai de Maceió e Palmeira dos Índios.
As soluções constam no Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental referente ao segmento. A licitação possibilitará a contratação dos projetos para as obras de adequação e duplicação da rodovia.

MACEIÓ – Pela manhã, o ministro vistoriou as obras de construção do terminal de passageiros do Porto de Maceió (AL). A conclusão das obras está prevista para este semestre. Segundo o ministro, que ressaltou o potencial turístico da região, a expectativa é que o local receba passageiros em novembro. “Vamos trabalhar para transformar aquela orla de Maceió num novo Puerto Madero”, disse.

Leia Também:  Pesquisadora do CNPEM/MCTI desenvolve espuma que pode despoluir os oceanos

Com área total de 1.668,13 metros quadrados, o empreendimento tem investimento de R$ 5,7 milhões do Governo Federal. O contrato de construção da estrutura compreende a elaboração dos projetos básico e executivo e a execução da obra. O terminal está situado em um ponto estratégico e promoverá mais conforto e melhores condições de infraestrutura no desembarque de turistas da região.

Com informações do Ministério da Infraestrutura

Fonte: Brasil.gov

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA