CUIABÁ

Cidades

Alunos de Várzea Grande são premiados pelo Ministério Público do Trabalho

Publicado em

Cidades


Cinco estudantes da rede pública municipal de Educação de Várzea Grande estão entre os 12 alunos com trabalhos premiados na etapa estadual do Prêmio “MPT na Escola” do Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso. A cerimônia de entrega do Prêmio ocorreu nesta quarta (24) e foi transmitido ao vivo pelo canal do MPT no Youtube.

Foram premiados 12 trabalhos produzidos por estudantes do 4º ao 7º ano da rede municipal de ensino. A premiação encerra o Projeto “MPT na Escola 2021”, utilizando a arte para fomentar a participação de gestores municipais de educação, educadores e estudantes em ações de mobilização, conscientização, prevenção e combate à exploração do trabalho infantil e de adolescentes.

Neste ano, alunas e alunos concorreram em 4 categorias (conto, desenho, música e poesia) e foram divididos em dois grupos (Grupo 1, de 4º e 5º anos, e Grupo 2, de 6º e 7º anos). Os melhores colocados de cada categoria receberam medalhas e brindes. Os professores-orientadores e demais servidores das Secretarias Municipais de Educação receberam placas de homenagem e certificados.

Municípios – O Projeto “MPT na Escola” teve adesão de quatro municípios mato-grossenses neste ano de 2021. Apesar das dificuldades e limitações impostas pela pandemia do novo coronavírus, mais de 4 mil alunos e 191 educadores de 25 escolas municipais de Cuiabá, Várzea Grande, Sorriso e Diamantino desenvolveram atividades visando desconstruir mitos em torno do trabalho infantil e romper barreiras culturais de permissibilidade e naturalização.

Em relação ao Prêmio “MPT na Escola”, apenas o município de Cuiabá não conseguiu concluir as atividades a tempo de participar da competição. Todavia, devido aos resultados positivos alcançados, também foi homenageado durante a cerimônia.

Leia Também:  Conta de luz poderá ficar 20% mais cara para cobrir rombo de R$ 1,5 bilhão

O potencial transformador da iniciativa é reforçado pelo procurador do MPT e coordenador regional da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância), André Canuto. “A prevenção do trabalho infantil inicia-se durante a educação e formação de cada cidadão, e o melhor lugar para se desenvolver e conscientizar pessoas é a escola. Através da participação de toda a comunidade escolar fomentamos o engajamento e fortalecemos a luta contra o trabalho infantil”, pontua. A ideia é envolver um número cada vez maior de pessoas na luta contra o trabalho infantil e incentivar a aprendizagem profissional.

Para a superintendente Pedagógica, Luz Marina Coelho, que representou Várzea Grande na cerimônia, a participação dos alunos e educadores do município foi destacada pelo alto nível das produções e resultados obtidos. “O Projeto ‘MPT na Escola’ é uma oportunidade muito valiosa para que nossos estudantes possam conhecer e compartilhar a atuação do MPT na prevenção e combate ao trabalho infantil, reforçando que lugar de criança é na escola. Nossos alunos estão de parabéns pela excelente participação neste projeto tão importante” afirmou.

Confira a lista dos trabalhos vencedores da etapa estadual:

Grupo 01 – alunos do 4º e 5º anos

Conto:

1º Lugar – “Diga não ao Trabalho infantil”

Autoria: Lauriany Vitória Aguiar dos Santos

Escola: EMEB Prof.ª Maria Joana da Silva Almeida – Município de Várzea Grande 

2º Lugar – “Os Sonhos De Catarina”

Autoria: Raíssa Estevam dos Santos

Escola: Escola Municipal Castorina Sabo Mendes – Município de Diamantino

3º Lugar – “Trabalho infantil”

Leia Também:  Prefeitura de VG Define novo prazo para requerer a isenção do IPTU 2020

Autoria: Bianca de Almeida Vieira

Escola: EMEB Antônio Gomes da Cruz – Município de Várzea Grande 

Desenho:

1º Lugar – “Combate ao trabalho infantil

Autoria: Camylle Gabriele Freitas Moura

Escola: Escola Municipal São Domingos – Município de Sorriso

2º Lugar – “Ser criança, ser feliz!

Autoria: Valbert Rafael Patrocínio de Lima

Escola: Escola Municipal Castorina Sabo Mendes – Município de Diamantino

3º Lugar – “Trabalho infantil

Autoria: Eloine Estefani Batista dos Santos

Escola: Centro Municipal de Educação Básica de Sorriso – Município de Sorriso

Poesia:

1º Lugar – “Brasil Melhor

Autoria: Agata da Silva Oliveira

Escola: Escola Municipal São Domingos – Município de Sorriso 

2º Lugar – “Trabalho infantil

Autoria: Maria Heloísa de Sousa Machado

Escola: Escola Municipal Castorina Sabo Mendes- Município de Diamantino

3º Lugar – “Trabalho infantil é coisa séria

Autoria: Thifany Nascimento Silva

Escola: Escola Municipal São Domingos – Município de Sorriso

Grupo 02 – alunos do 6º e 7º anos

Desenho:

1º Lugar – “Aprendizagem profissional

Autoria: Mizael Augusto da Silva Padilha

Escola: EMEB Abdala José de Almeida – Município de Várzea Grande

Poesia:

1º Lugar – “Zé Ninguém

Autoria: EvillynLorrainy da Silva Santos

Escola: EMEB Joaquim da Cruz Coelho – Município de Várzea Grande

Música:

1º Lugar – “O jovem aprendiz pode estudar e trabalhar

Autoria: Kenielly Soares Moraes

Escola: EMEB Benedita Bernadina Curvo – Município de Várzea Grande

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Cidades

AMM recomenda não realização de eventos que gerem aglomeração nas festas de fim de ano e Carnaval

Publicados

em

Por


O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios-AMM, Neurilan Fraga, enviou um comunicado aos prefeitos recomendando que não realizem eventos que provoquem  aglomeração  de  pessoas,  principalmente  nas  festividades de fim de ano e no Carnaval de 2022, tendo em vista a chegada de variante do coronavírus no país. O alerta é fundamentado em recomendações da Organização Mundial de Saúde-OMS, de autoridades da área de saúde pública nacional, além de registros oficiais de aumentos de casos confirmados de covid-19 no Brasil.

Fraga observa que o momento é de prudência para evitar o descontrole das contaminações pelo novo coronavírus, que vitimou fatalmente mais de 600 mil pessoas no país, das quais mais de 14 mil eram de Mato Grosso. “Estamos acompanhando o aumento de casos na Europa e na Ásia. E neste período de incerteza os gestores públicos têm que ser bastante cautelosos para adotar medidas que garantam a proteção da população e a eficiência do sistema público de saúde. Estamos fazendo as recomendações, mas a decisão sobre a realização dos eventos cabe a cada prefeito e prefeita”, assinalou.

O Boletim Observatório Covid-19 da Fiocruz, publicado  este mês, adverte que a  atual  “nova  onda”  de coronavírus, em decorrência do surgimento de variantes na Europa, deve servir como alerta ao Brasil, que tem pouco mais de  60%  da  sua população  totalmente  vacinada.  No comunicado aos prefeitos, a AMM reforça que “a gestão municipal tem como seu norteador a promoção ao bem estar  da  população  do  município,  devendo  dessa  forma  resguardar até a última instância o maior bem que um ser humano pode ter: a vida”, cita o documento.

O presidente da AMM ressalta que é extremamente necessário que os gestores e técnicos municipais estejam sempre atualizados e trabalhando em consonância, seguindo as orientações não só governamentais como  da  OMS, e de poderes  para  melhor  orientar  a  prevenção  e  cuidado  da população,  diante  da covid-19, uma  vez  que  a capacidade  de  propagação  da  doença  é  considerada  rápida,  o  que exige  maior  atenção  para  a  notificação,  confirmação  e  a intervenção oportuna dos casos.

Desde o início da pandemia, no começo do ano passado, a AMM vem orientando os gestores sobre medidas restritivas, de biossegurança, prestação de contas sobre a aplicação dos recursos recebidos, além de realizar várias reuniões por videoconferência para orientar os gestores sobre temas relacionados ao enfrentamento da emergência em saúde.

Fonte: AMM

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Conta de luz poderá ficar 20% mais cara para cobrir rombo de R$ 1,5 bilhão
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA