CUIABÁ

Cidades

Mato Grosso é o Estado que menos vacinou contra a Covid-19

Publicado em

Cidades

Olhardireto

Proporcionalmente, Mato Grosso é o Estado do país que menos vacinou a sua população contra o novo coronavírus. O levantamento feito consórcio de veículos de imprensa, formado por G1, O Globo, Extra, O Estadão de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL foi atualizado até a última quinta-feira (28).

 

Ao todo, foram aplicadas no Estado, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES), 11.257 doses de vacina, o que representa apenas 0,32% da população de Mato Grosso. Um número bem abaixo do esperado.

No quesito dose, Mato Grosso só perde para o Acre (3.985) e Roraima (7.861). Porém, estes dois ainda vacinaram, proporcionalmente, mais pessoas, com 0,45% e 1,25%, respectivamente.

Para que se tenha uma base, o Acre recebeu 5.910 doses, enquanto que Roraima teve 95.920 disponibilizadas. Mato Grosso recebeu da União até agora 161.160 doses.

A soma de vacinados no país (dos 22 estados que divulgaram e o Distrito Federal) é de 1.509.826 pessoas vacinadas, o que representa 0,71% da população brasileira.

Cuiabá

Após sete dias do início de sua campanha de vacinação, Cuiabá conseguiu imunizar apenas 20% dos seus profissionais de Saúde, somando um total de 4,6 mil pessoas, das 23 mil. Tal fato ainda está longe da aceleração pretendida, já que a estrutura da campanha tem capacidade para fazer mil atendimentos por dia. O total de lotes dos imunizantes CoronaVac e Covishield recebidos é suficiente para atender a 75,7% dos trabalhadores.

Leia Também:  VG encontra irregularidades na lista de contemplados com casas populares

A Secretaria Municipal de Saúde (SM) estipula que mais de 23 mil profissionais estejam aptos a serem vacinados nesta primeira fase. Até quarta-feira (27), foram 4.691 pessoas imunizadas contra o novo coronavírus, um montante superior a 20% das pessoas alvo.

A coordenadora epidemiológica de Cuiabá, Valéria de Oliveira, informa que é imprescindível que todos compareçam ao local no horário de agendamento cadastrado, para que se evite aglomeração.

“Tudo depende que a pessoa chegue no seu horário agendado. Se atentem com horário, porque se chegarem aqui antes do horário vai ter que aguardar o seu horário para ser vacinado, não adianta vir mais cedo. Essa medida é necessária para evitar tumulto e aglomeração no Centro de Eventos”, ressalta.

Valéria disse que muitos destes trabalhadores não tem comparecido ao local indicado para serem vacinados. Ela ainda comentou que as pessoas que não forem ao Centro de Vacinação no dia agendado irão para o “final da fila”. “A procura não está muito grande, isso está nos angustiando, porque foi feita a prioridade da prioridade, que são para aqueles que estão no enfrentamento da Covid, e tem alguns profissionais que não estão vindo em busca”, lamentou.

Leia Também:  Mauro assina ordem de serviço para retomada da obra do Júlio Müller

A estrutura da campanha tem capacidade para fazer mil atendimentos por dia e segundo a coordenadora, o quantitativo de atendimento no local tem sido como esperado, sem intercorrências. 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Mato Grosso registra 553.025 casos e 14.001 óbitos por Covid-19

Publicados

em

Por


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (01.12), 553.025 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 14.001 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 192 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 553.025 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.303 estão em isolamento domiciliar e 537.230 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 41 internações em UTIs públicas e 25 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 23,03% para UTIs adulto e em 5% para enfermaria adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (114.322), Várzea Grande (41.902), Rondonópolis (38.524), Sinop (26.819), Sorriso (18.600), Tangará da Serra (17.870), Lucas do Rio Verde (15.779), Primavera do Leste (14.867), Cáceres (12.016) e Alta Floresta (11.356).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 402.742 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, não restam amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na terça-feira (30.11), o Governo Federal confirmou o total de 22.094.459 casos da Covid-19 no Brasil e 614.681 óbitos oriundos da doença. Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta quarta-feira (01.12).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: AMM

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Estado vai investir R$ 1,7 mi no combate às queimadas
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA