CUIABÁ

Cultura

Secretaria de Cultura promove Festival de Cultura e Jogos Indígenas

Publicado em

Cultura

DA REDAÇÃO – midianews


Promover a interação entre povos, quebrar preconceitos e, acima de tudo, fazer amizades. Essa é a receita de sucesso do Festival de Cultura e Jogos Indígenas do Parecis que em 2015 entra na sua nona edição. O evento será realizado em Campo Novo dos Parecis, entre os dias 19 e 22 deste mês, e conta com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). Também faz parte da programação os Jogos Interculturais Indígenas de Mato Grosso.

Quando chega a época do evento, a cidade de Campo Novo dos Parecis se transforma numa grande aldeia que abraça todas as etnias e raças. Ao todo serão 610 atletas. São índios de várias regiões de Mato Grosso e do Brasil que irão disputar as modalidades de arco e flecha; corrida de toras; arremesso de lanças, jikunahati (cabeça-bol); tidimore e futebol.

“É uma grande festa. O público começa um pouco tímido. Mas na medida em que vão acontecendo as apresentações culturais, as vendas dos artesanatos e as pinturas indígenas, o povo se transforma e no meio da celebração já está todo mundo com o rosto pintado e cheio de artesanato”, contou o secretário de Esportes de Campo Novo do Parecis, Sérgio Mineiro.

Para o secretário adjunto de Esporte e Lazer (Secel), Luiz Pedro Sinohara, o evento vai ao encontro de uma das principais diretrizes do Governo do Estado, que é implementação de políticas para as minorias (índios, idosos, deficientes físicos, público LGBT, negros).

“O planejamento da secretaria não é focado apenas no esporte de alto rendimento. Mas também prioriza as atividades de lazer e integração, como é o caso dos jogos indígenas em Campo Novo do Parecis”, destacou Sinohara.

Leia Também:  Fim de semana com muito humor

Como apoio ao evento, o Governo do Estado, por meio da Secel, firmou convênio de R$ 150 mil com a prefeitura de Campo Novo dos Parecis. O recurso vai ajudar nos custos do festival e jogos indígenas.

Festival cultural e jogos
Nessa edição o evento irá envolver índios de 14 etnias de diferentes lugares de Mato Grosso e também de fora do Estado, como os Paresi Halitis (tribo da região), Xavante (Barra do Garças), Patoxó (Porto Seguro – BA) e Bakairis (Nobres) – campeões da disputa de cabo de força dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, que ocorreu no mês passado, no Canadá.

Mais do que uma competição, o secretário de Campo Novo dos Parecis ressaltou que o evento serve principalmente para cultivar o respeito e a amizade que se estabeleceu na região entre os índios e não-índios. E ressalta que a iniciativa serve de exemplo para desmistificar a figura do índio, mostrando os valores e as riquezas culturais dos povos indígenas.

Mineiro relatou que antes havia um clima tenso entre os moradores da cidade e os índios da região, da etnia da Paresi Haliti. Nas últimas décadas a prefeitura desenvolveu um trabalho de conscientização para combater o preconceito contra os povos indígenas e hoje Campo Novos do Parecis é exemplo em todo Estado de que índios e não-índios podem conviver em harmonia e, inclusive, trocar conhecimentos. “Hoje temos Paresi professores que dão aula na rede pública e também índios que preferem estudar na cidade ao invés da aldeia”.

Além dos jogos, o evento conta com uma série de apresentações culturais das etnias indígenas como danças, pintura corporal, artesanato, exposição fotográfica, exposição etnográfica e exibição de vídeos.

Leia Também:  O desequilíbrio cultural mato-grossense

Confira a programação:

19/11/2015 – quinta-feira

15h – Recepção das Delegações – Aldeia Bacaval

17h – Abertura da Feira de Artesanato Indígena e Pintura Corporal
17h – Abertura da Exposição Fotográfica de Alice Kohler
17h – Abertura do II Jogos Interculturais de Mato Grosso (Estádio Ari Tomazelli)
e do 9º Festival de Cultura e Jogos Indígenas de Mato Grosso
Desfile das Delegações
Celebração do Fogo Ancestral

20h – Congresso técnico

20/11/2015 – sexta-feira

08h – Campeonato de Futebol Feminino (Campo Central Society)
08h – Campeonato de Futebol Masculino (Estádio Ari Tomazelli)

17h – Feira de Artesanato Indígena de Pintura Corporal
17h – Exposição Fotográfica de Alice Kohler
17h – Jogos Tradicionais Indígenas
19h – Apresentações Culturais: Povos Indígenas convidados

21/11/2015 – sábado

08h – Campeonato de Futebol Feminino (Campo Central Society)
08h – Campeonato de Futebol Masculino (Estádio Ari Tomazelli)
17h – Feira de Artesanato Indígena e Pintura Corporal
17h – Exposição Fotográfica de Alice Kohler (Estádio Ari Tomazelli)
17h – Jogos Tradicionais Indígenas
19h – Apresentações Culturais: Povos Indígenas convidados

22/11/2015 – domingo

15h – Final do Campeonato de Futebol Feminino (Campo Central Society)
15h – Feira de Artesanato Indígena e Pintura Corporal (Estádio Ari Tomazelli)
15h – Exposição Fotográfica de Alice Kohler (Estádio Ari Tomazelli)
16h – Final do Campeonato de Futebol Masculino
17h – Premiação do II Jogos Interculturais de Mato Grosso e do 9º
Festival de Cultura e Jogos Indígenas de Mato Grosso

18h – Celebração do Povos: encerramento cultural

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cultura

Músicos do Legião Urbana se apresentam em Cuiabá

Publicados

em

VINICIUS LEMOS
DA REDAÇÃO – MIDIANEWS

Um show histórico será apresentado esta noite, às 21h30, em Cuiabá, no Centro de Eventos do Pantanal. Os músicos Dado Villas Lobos & Marcelo Bonfá, integrantes da formação original do Legião Urbana, apresentam o show Legião Urbana XXX anos.

O espetáculo marca a comemoração dos 30 anos de lançamento do primeiro disco da banda e reúne todos os sucessos da obra, na primeira parte do show, com apresentação do cantor André Frateschi nos vocais.

Na segunda parte, Dado e Bonfá vão receber convidados especiais para fazer parte da Legião com 15 canções que se tornaram hits de sucesso, como Tempo Perdido, e as faixas do CD 4 Estações ( Há tempos, Pais e Filhos, Meninos e Meninas, Quando o Sol Bater”).

O músico Marcelo Bonfá conversou com o MidiaNews na tarde deste sábado (19), e comentou sobre as expectativas para o show.
Valdineia Fernandes/Mário Zeferino
Legião Urbana
Marcelo Bonfá comemorou o encontro de gerações presentes no show, que acontecerá neste sábado (19)

“Estamos animados para a apresentação. Essa turnê representa um momento muito especial para a nossa carreira. Depois dos 50 anos, a gente passa a ver o tempo de outro modo”, comentou.

Leia Também:  Fim de semana com muito humor

O público presente no show deverá ser composto por pessoas de todas as idades, incluindo fãs que acompanharam a época de auge da banda e outros que nasceram após o final do grupo.

“Essa mistura de pessoas é muito bonita. Fico muito feliz vivendo esse momento”.

“São várias gerações acompanhando o show. Essa nova galera, da internet, tem acesso ativo a todos os conteúdos”, completou Bonfá.

O músico se prepara para lançar um disco com regravações de músicas que tem como temática a cachaça, item do qual ele tornou-se produtor.

“Há cinco anos estou trabalhando com cachaça e, agora, resolvi lançar um CD somente com músicas sobre o tema”, disse.

Outro destaque do show, Dado Villas Lobos chegou contente ao almoço da banda neste sábado (19). Ele comemorava o fato de ter ganhado uma viola de cocho, instrumento típico da região, após uma visita ao ateliê do artista Alcides Santos, filho do ícone da cultura popular, Seo Caetano dos Santos.

Leia Também:  O desequilíbrio cultural mato-grossense

“Estou bastante contente com meu presente [a viola de cocho]. Para hoje à noite, espero que todos compareçam ao show, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá”, convidou Villas Lobos.

A abertura dos portões será feita às 21h30 e os ingressos podem ser comprados no site da Casa de Festas (Clique Aqui) ou no próprio Centro de Eventos do Pantanal, que está com a bilheteria funcionando durante todo este sábado (19).

Os ingressos para a pista custam R$ 30 (meia) e R$ 60 (inteira). O camarote está em torno de R$ 100, conforme a organização.
Valdineia Fernandes/Mário Zeferino
Legião Urbana
Músicos almoçaram no restaurante árabe “Al Manzul”, em Cuiabá

Almoço no Al Manzul

Neste sábado, os músicos almoçaram no restaurante árabe da região, Al Manzul. Os artistas elogiaram o estabelecimento.

Conforme o proprietário do local, Jamil Ayoub, Marcelo Bonfá se encantou com o restaurante.

“O Bonfá contou que ficou impressionado com o ambiente e a decoração do local. Ele não esperava encontrar algo tão incrível como o Al Manzul em Cuiabá”, disse Ayoub.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA