Ir para o menu principal Ir para o conteudo principal

Midianews

O consenso atualmente nos corredores da Assembleia Legislativa é de que está indefnido se será aprovada ou não a Reforma da Previdência dos servidores públicos. Por ser uma PEC (Projeto de Emenda Constitucional) precisa ser no mínimo 15 votos para ser aprovada.

 

“O número de votos está no limite. Nem o Governo tem segurança de que aprova, nem nós de que conseguimos derrotar”, disse o deputado Lúdio Cabral (PT), que tenta somar votos contrários.

 

A primeira de duas votações deve ocorrer na segunda-feira (29).