CUIABÁ

GERAL

ANTT decide na próxima semana se vai antecipar a renovação de concessão ferroviária até Mato Grosso

Publicado em

GERAL

Odocumento

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) adiou para terça-feira próxima (21) a reunião colegiada que trataria, entre outros, da renovação antecipada da concessão ferroviária da malha paulista. A medida foi tomada para corrigir itens apontados pela Secretaria de Fiscalização de Infraestrutura Portuária e Ferroviária do Tribunal de Contas da União (TCU).

No final da manhã, o diretor-presidente da ANTT, Davi Barreto, conversou com o senador Wellington Fagundes (PL-MT), presidente da Frente Parlamentar de Logistica e Infraestrutura (Frenlogi) e vice-presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado para comunicar a decisão. Fagundes participaria da reunião, pelo sistema de teleconferência.

“Nossa expectativa é que haja essa definição porque se trata de um marco para o logística nacional e fundamental para Mato Grosso”, assinalou o parlamentar.

A aprovação do pedido, encaminhado pelo governo federal, permitirá a empresa Rumo Logística realizar em torno de R$ 5 bilhões de investimentos em São Paulo, onde existem dezenas de gargalos. As melhorias abrem a possibilidade de avançar na implementação de trilhos da concessionaria em Mato Grosso, na chamada Ferrovia “Senador Vicente Vuolo”, que agregarão mais 8 milhões de toneladas de grãos a serem transportadas.

Leia Também:  Câmara de Cuiabá inaugura Sala da Mulher

Atualmente, os trilhos da Ferronorte estão parados em Rondonópolis, no Sudeste do Estado, onde está instalado o maior complexo intermodal de cargas da América Latina. Além de Rondonópolis, outros três terminais da Ferronorte estão em funcionamento em Mato Grosso – Alto Taquari, Alto Araguaia, e Itiquira, todos no Sul no Estado.

Após chegar a Capital do Estado, a concessão prevê que a ferrovia siga para o Norte do Estado, conectando-se a outros modais de transportes, como o sistema hidroviário do Arco Norte da Logística.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Empresas do filho do governador em 2 anos atinge quase meio bilhão de capital social

Publicados

em

Empresas do jovem empresário Luis Antonio Taveira Mendes – filho do governador de Mato Grosso Mauro Mendes (DEM) – têm capital social que soma quase meio bilhão de reais.

Aos 23 anos de idade, Luis passou a responder pelas empresas há pouco mais de dois anos, desde que o pai foi eleito governador do Estado, ficando desta forma, impedido de estar a frente dos negócios.

De lá pra cá, o rapaz – que recentemente foi apontado como um “player revelação” – tem participação em 29 empresas perante a Receita Federal Brasileira. Nelas, Luis figura nas condições de presidente, diretor ou administrador.

Os dados podem ser obtidos em consulta ao portal Transparência.CC – de caráter privado, sem vínculo a quaisquer órgãos oficiais do governo e que tem como propósito dar maior transparência, facilidade e rapidez na divulgação e consulta de dados abertos e de interesse público.

Em uma busca no portal, a reportagem constatou que as empresas de Luis – com capital social exato de R$ 410.979.176,76 – estão distribuídas nos estados de Mato Grosso, São Paulo, Acre e Pará. Dos 29 CNPJs, 21 são empresas do tipo matriz e oito são filiais.

A empresa mais recente é a Seven Gold Mineração LTDA, aberta em julho do ano passado. Ela tem capital social de R$ 100.000,00 e sede em Cuiabá.

Também aparecem no rol de empresas do filho do governador: a Sollo Participações Sa (Holding), com capital social de R$ 40.000.000,00; a Sollo Construções Ltda (R$ 8.000.000,00); a Saue Geração De Energia Ltda (R$ 12.000.000,00); dentre outras.

Leia Também:  Procon notifica 20 estabelecimentos em fiscalização de venda de máscaras e álcool gel em Cuiabá

Na lista de sócios de Luis Antonio destacam-se nome como o do empresário Jandir Milan (ex-presidente da Fiemt); a esposa e o sogro do ex-deputado federal Fabio Garcia, Marcella Deveza Marchett Garcia e Eloi Vitorio Marchett Filho respectivamente e o do empresário do agronegócio Elizeu Zulmar Maggi Scheffer.

https://transparencia.cc/

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA