CUIABÁ

CAPITAL SOCIAL

Empresas do filho do governador em 2 anos atinge quase meio bilhão de capital social

Publicado em

GERAL

Empresas do jovem empresário Luis Antonio Taveira Mendes – filho do governador de Mato Grosso Mauro Mendes (DEM) – têm capital social que soma quase meio bilhão de reais.

Aos 23 anos de idade, Luis passou a responder pelas empresas há pouco mais de dois anos, desde que o pai foi eleito governador do Estado, ficando desta forma, impedido de estar a frente dos negócios.

De lá pra cá, o rapaz – que recentemente foi apontado como um “player revelação” – tem participação em 29 empresas perante a Receita Federal Brasileira. Nelas, Luis figura nas condições de presidente, diretor ou administrador.

Os dados podem ser obtidos em consulta ao portal Transparência.CC – de caráter privado, sem vínculo a quaisquer órgãos oficiais do governo e que tem como propósito dar maior transparência, facilidade e rapidez na divulgação e consulta de dados abertos e de interesse público.

Em uma busca no portal, a reportagem constatou que as empresas de Luis – com capital social exato de R$ 410.979.176,76 – estão distribuídas nos estados de Mato Grosso, São Paulo, Acre e Pará. Dos 29 CNPJs, 21 são empresas do tipo matriz e oito são filiais.

A empresa mais recente é a Seven Gold Mineração LTDA, aberta em julho do ano passado. Ela tem capital social de R$ 100.000,00 e sede em Cuiabá.

Também aparecem no rol de empresas do filho do governador: a Sollo Participações Sa (Holding), com capital social de R$ 40.000.000,00; a Sollo Construções Ltda (R$ 8.000.000,00); a Saue Geração De Energia Ltda (R$ 12.000.000,00); dentre outras.

Leia Também:  Idoso contrata garota de programa e morre

Na lista de sócios de Luis Antonio destacam-se nome como o do empresário Jandir Milan (ex-presidente da Fiemt); a esposa e o sogro do ex-deputado federal Fabio Garcia, Marcella Deveza Marchett Garcia e Eloi Vitorio Marchett Filho respectivamente e o do empresário do agronegócio Elizeu Zulmar Maggi Scheffer.

https://transparencia.cc/

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Alexandre Moraes suspende reeleição de Mesa e derruba Botelho, Janaina e Russi

Publicados

em

RepórterMT

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, suspendeu a eleição do deputado Eduardo Botelho (DEM) que o reconduziu à presidência da Assembleia Legislativa. A decisão atende pedido do partido Rede Sustentabilidade, ingressada no dia 17 de fevereiro.

O partido afirma que a Constituição Estadual está em desacordo com a Constituição Federal, que não permite que os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal sejam reconduzidos dentro da mesma legislatura.

“Determino, ainda, a realização subsequente e imediata de nova eleição para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso, biênio 2021/2022, vedada a posse de parlamentares que compuseram a Mesa nos biênios 2017/2018 e 2019/2020, nos mesmos cargos”, afirma o ministro na decisão.

Na última sexta-feira (19), Eduardo Botelho disse que a decisão que fosse tomada ele iria cumprir e que não tem interesse de ser um “eterno presidente da AL”. “Não estou preocupado, se for para sair eu saio, não tem problema nenhum”, afirmou.

Anteriormente, Alexandre de Moraes havia arquivado outro pedido feito pela Confederação Nacional das Carreiras e Atividades Típicas de Estado (Conacate). Moraes alegou que a Conecate não tinha legitimidade para propor a Ação Direta de Inconstitucionalidade. (ADI).

Leia Também:  Índios entregam corpos de jovens mortos em pedágio na BR-174

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA