CUIABÁ

GERAL

Volta às aulas somente com 100% de segurança !

Publicado em

GERAL

Há alguns dias tenho visto que o debate pela volta às aulas presenciais tem se fortalecido em Cuiabá, consequentemente em Mato Grosso. Empresários do setor, na tentativa de pressionar o Poder Público, se manifestaram pedindo o início imediato das atividades.

Querem forçar pais de alunos a levarem seus filhos a uma situação de risco de morte, e tão grave quanto isso, colocar os profissionais da Educação no limite do aceitável para ter o direito ao emprego e renda.

É intolerável que a boa saúde financeira de qualquer setor econômico seja mais importante que a vida humana. Não há nem que se falar em volta às aulas presenciais nesse momento, muito menos cogitar que professores, muitos do grupo de risco, passem a ser obrigados a conviver diariamente com o medo de ser infectado pela covid-19. É uma pandemia!

Analisando de forma clara, é compreensível a preocupação do setor educacional, haja vista que é crescente o número de inadimplentes e até mesmo de evasão escolar. No caso dos berçários, boa parte dos pais deixaram de enviar os filhos e também pararam de efetuar os pagamentos das mensalidades, ainda que saibamos serem necessários, já que os educadores precisam continuar recebendo seus salários.

No entanto, é válida a reflexão de que uma criança a nível de berçário não é capaz de garantir as medidas de biossegurança necessárias. Não levar a mão à boca, não compartilhar objetos, uso de máscara e distanciamento social são ações que fogem ao controle de uma criança, e até mesmo de adultos, se não vejamos o resultado da infecção por coronavírus no mundo. É impossível garantir que haverá segurança suficiente para que possamos retomar às aulas presenciais.

Se já não bastassem tantas mortes de entes queridos, teremos que aceitar enterrar nossos filhos, netos, nossas crianças? Quantas vidas serão ceifadas antes que possam ter desfrutado do mundo ao seu redor? 

A Prefeitura de Cuiabá se organizou e vem ministrado aulas a distância. O Governo de Mato Grosso começa a oferecer conteúdo de forma digital. O mundo mudou, a tecnologia que já vem nos oferecendo praticidade há muito tempo, agora deverá reger a educação no país.

As escolas particulares e públicas terão que se adequar, oferecendo cursos aos professores, capacitando diretores e alunos para essa nova modalidade de educação. A crise econômica vai passar. É doloroso o processo mas a economia tende a se reorganizar, contudo para a morte não tem volta. 

As crianças e jovens são a esperança de reconstrução de uma sociedade e, até que haja vacina ou cura, jamais serei favorável a esse planejamento de um verdadeiro genocídio, crime contra a humanidade e tentativa de destruição de uma população. 

Sim, porque toda criança tem uma família, todo professor tem uma família e esses doentes em potencial irão contaminar outras ao seu redor e assim por diante. O novo coronavírus se mostrou altamente contagioso e se transformou em pandemia muito rapidamente. É a sexta doença mundial registrada depois da peste bubônica; varíola; cólera; gripe espanhola .
 Nossa opinião trata-se também da expressão popular, realizamos uma enquete em nossas redes sociais, onde 97 % da população se mostraram terminantes contrários ao retorno das aulas. 

Justino Malheiros (PV) é vereador por Cuiabá

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Gestão de Pessoas atenderá 110 candidatos a partir do dia 11
Propaganda

GERAL

Empresas do filho do governador em 2 anos atinge quase meio bilhão de capital social

Publicados

em

Empresas do jovem empresário Luis Antonio Taveira Mendes – filho do governador de Mato Grosso Mauro Mendes (DEM) – têm capital social que soma quase meio bilhão de reais.

Aos 23 anos de idade, Luis passou a responder pelas empresas há pouco mais de dois anos, desde que o pai foi eleito governador do Estado, ficando desta forma, impedido de estar a frente dos negócios.

De lá pra cá, o rapaz – que recentemente foi apontado como um “player revelação” – tem participação em 29 empresas perante a Receita Federal Brasileira. Nelas, Luis figura nas condições de presidente, diretor ou administrador.

Os dados podem ser obtidos em consulta ao portal Transparência.CC – de caráter privado, sem vínculo a quaisquer órgãos oficiais do governo e que tem como propósito dar maior transparência, facilidade e rapidez na divulgação e consulta de dados abertos e de interesse público.

Em uma busca no portal, a reportagem constatou que as empresas de Luis – com capital social exato de R$ 410.979.176,76 – estão distribuídas nos estados de Mato Grosso, São Paulo, Acre e Pará. Dos 29 CNPJs, 21 são empresas do tipo matriz e oito são filiais.

A empresa mais recente é a Seven Gold Mineração LTDA, aberta em julho do ano passado. Ela tem capital social de R$ 100.000,00 e sede em Cuiabá.

Também aparecem no rol de empresas do filho do governador: a Sollo Participações Sa (Holding), com capital social de R$ 40.000.000,00; a Sollo Construções Ltda (R$ 8.000.000,00); a Saue Geração De Energia Ltda (R$ 12.000.000,00); dentre outras.

Leia Também:  Maggi diz que VLT não ficará pronto para a Copa

Na lista de sócios de Luis Antonio destacam-se nome como o do empresário Jandir Milan (ex-presidente da Fiemt); a esposa e o sogro do ex-deputado federal Fabio Garcia, Marcella Deveza Marchett Garcia e Eloi Vitorio Marchett Filho respectivamente e o do empresário do agronegócio Elizeu Zulmar Maggi Scheffer.

https://transparencia.cc/

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA