CUIABÁ

MUNDO

DF: Suspeito de carbonizar homem tentou serrar crânio e retirar pele do rosto

Publicado em

MUNDO


source
Terreno onde o corpo de Carlos Pires de Lima foi encontrado já carbonizado
PCDF

Terreno onde o corpo de Carlos Pires de Lima foi encontrado já carbonizado

O assassinato do catador de materiais recicláveis Carlos Pires de Lima, no Distrito Federal, ganhou detalhes macabros nesta terça-feira. Segundo policiais que atuam no caso, o suspeito André Soares Ferreira, detido no último dia 8, tentou serrar o crânio da vítima e retirar a pele do rosto para dificultar a identificação do corpo. As informações são do Metrópoles.

A polícia ainda não sabe se há alguma motivação para o crime. O Instituto Médico Legal (IML) trabalha para identificar os restos mortais encontrados pelos policiais. O material recolhido levantaram as suspeitas sobre o tipo de mutilação.

Ferreira é suspeito de matar, mutilar, carbonizar e beber o sangue de Lima. O corpo foi encontrado em um terreno baldio na região de Samambaia Norte no dia 4 de setembro.

Os investigadores suspeitam que o suspeito tenha se envolvido em um tipo de ritual macabro, já que o local do crime tinha desenhos de um demônio, um cartaz de uma série de terror e o número 666. Na delegacia, ele disse ter “proteção espiritual” para escapar das acusações, e negou que tenha cometido o crime.

A identificação foi possível por meio de câmeras de segurança. As imagens mostram um homem de capa vermelha e cartola no dia do crime, itens que Ferreira admitiu usar.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

MUNDO

Barco com 40 alunos nigerianos naufraga e 29 morrem; maioria era menor de idade

Publicados

em

Por


source
Maioria dos estudantes eram menores de idade
Conor Sexton / Unsplash

Maioria dos estudantes eram menores de idade

Um barco que transportava cerca de 40 alunos nigerianos naufragou no estado de Kano, no norte da Nigéria . O acidente matou ao menos 29 pessoas, segundo autoridades locais disseram à agência de notícias Reuters nesta quarta-feira (1º).

O barco estava na represa Watari e levava alunos de uma escola islâmica, sendo a maioria menor de 18 anos. O transporte virou às 5h30 (horário local, noite dessa terça no Brasil), informou um funcionário do governo.

De acordo com o porta-voz do serviço de bombeiros do estado de Kano, Saminu Yusuf Abdullahi, as equipes de resgate conseguiram recuperar 29 corpos. “O que sabemos é que o barco estava superlotado”, disse Abdullahi.

Segundo a autoridade do governo local, Aminu Bello Gogori, sete estudantes foram resgatados e estavam recebendo atendimento médico.

Dois moradores locais, Umar Shuaibu e Tanko Isa, relataram que, apesar de a maioria ser menor de idade, alguns tinham apenas 6 anos. De acordo com eles, os sete resgatados são crianças.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA