Ir para o menu principal Ir para o conteudo principal
FOTO: REPRODUÇÃO

Não está público o contrato da compra dos respiradores  junto à empresa chinesa ambulância (Shenzhen) Tech. Co., Ltda, para uso no combate à covid-19 no Estado.  Por outro lado, o governador Mauro Mendes (DEM), afirma ter pago o valor total de R$ 7,4 milhões nos respiradores de ambulância.

O deputado Valdir Barranco (PT), requereu informações e aguarda uma posição do chefe do Executivo Estadual. Ele ainda requereu informações acerca de onde estão instalados ou armazenados estes equipamentos. 

"No mês passado, o houve relatos de que os ventiladores são modelos de transporte e emergência e, portanto, inadequados para uso permanente em pacientes internados em terapia intensiva. A partir dessas informações, o governo retirou o contrato do Portal Transparência, sendo que o contrato dos aparelhos, que é um documento público. Pelo Princípio da Publicidade, os atos da Administração lato sem susão públicos por natureza", consta no requerimento. 

Para o deputado, não há duvidas de que  está faltando transparência para contratações dos contratos que tiveram dispensa de licitação.  "Os  valores são exacerbados",  aponta o requerimento. 

 

Fonte: Da Redação - GW100

Comentários


Não há comentários até o momentos