Ir para o menu principal Ir para o conteudo principal

Issoénoticia

A juíza Célia Regina Vidotti, da Vara Especializada da Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, deu 72 horas para que o Estado de Mato Grosso preste informações em uma ação popular movida pelo jornalista Alexandre Aprá, diretor do Isso É Notícia, que questiona a compra de 100 respiradores de transporte e emergência que estão sendo usados em pacientes com Covid-19 internados em UTI´s da rede pública estadual.

A decisão é desta quinta-feira (9).

Na ação, o jornalista pede que a Justiça obrigue liminarmente o Governo a mostrar o contrato de compra dos respiradores modelo Ambul T7 no valor de R$ 6,8 milhões.

O documento foi retirado do Portal Transparência e há um mês o site tenta obter o documento, que está sendo ocultado deliberadamente pelo governo do Estado.

Depois desse prazo, com a resposta do Estado ou não, a magistrada deve apreciar os pedidos de liminares na ação, que foi impetrada pelo escritório do advogado Julier Sebastião da Silva, ex-juiz federal em Cuiabá.

Nos pedidos, os advogados querem que o Estado seja obrigado a publicar o contrato no Portal Transparência, como manda a lei, que o Conselho Regional de Medicina (CRM) emita laudo técnico sobre o uso e a eficácia dos aparelhos e que seja suspenso os pagamentos à empresa fornecedora até o julgamento da ação.

Fonte:

Comentários


Não há comentários até o momentos