CUIABÁ

Política

Moro é pré-candidato mais competitivo em 2º turno contra Lula, mas ainda perde

Publicado em

Política


source
Sergio Moro
Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Sergio Moro


Após se filiar ao Podemos, o ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro  começou a crescer nas pesquisas de intenção de voto para as eleições de 2022. Com isso, ele se tornou o pré-candidato mais competitivo em um eventual segundo turno contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A diferença é de 48% a 31%, 17 pontos percentuais, o que mostra a larga vantagem do petista, segundo o levantamento PoderData. Mas a situação de Moro é um pouco mais favorável que a do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que perderia para Lula por 54% a 31%, se a eleição fosse hoje.

No caso do atual mandatário, essa distância só aumentou. A pesquisa feita há um mês indicava diferença de 15 pontos percentuais entre os dois.

No levantamento apurado agora, entre segunda (22) e quarta-feira (24), o Poder também testou Lula contra os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, além do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Leia Também:  Estado estuda Plano de Demissão Voluntária para reduzir gastos com folha

Leia Também

Contra os tucanos, a diferença seria a mesma dentro da margem de erro – 47% a 24% contra Doria e 50% a 20% com Leite. Os dois disputam as prévias do PSDB , eleição interna que vai definir qual deles irá representar o partido no pleito presidencial. 

Já Pacheco é cotado como potencial pré-candidato pelo PSD. Ainda sem se colocar como pré-candidato ao Palácio do Planalto, ele é o que menos pontua contra Lula, com 14% das intenções de voto, enquanto o ex-presidente marca 53%.


A pesquisa PoderData foi feita a partir de 2.500 entrevistas realizadas por telefone, com pessoas espalhadas em 459 municípios das 27 unidades da Federação. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Política

Fux sobre aprovação de Mendonça ao STF: “Pretendo dar posse ainda neste ano”

Publicados

em

Por


source
Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)
Fellipe Sampaio /SCO/STF

Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)

Na noite desta quarta-feira (1º), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, disse que pretende dar posse ao mais novo ministro da Corte, André Mendonça , ainda neste ano. O nome do ex-advogado da União foi aprovado em sessão do plenário no Senado, com 47 votos a favor e 32 contra .

Em nota, Fux celebrou a aprovação de Mendonça ao Supremo. “Manifesto satisfação ímpar pela aprovação de André Mendonça porque sei dos seus méritos para ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal Federal”, escreveu o ministro.

“Além disso, em função da atuação na Advocacia Geral da União, domina os temas e procedimentos da Suprema Corte, que volta a ficar mais forte com sua composição completa. Pretendo dar posse ao novo ministro ainda neste ano”, acrescentou.

Mendonça é o primeiro advogado da União de carreira a ingressar no STF e o segundo a ser indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

Leia Também

Mendonça foi indicado pelo chefe do Executivo para ocupar a vaga do ex-ministro Marco Aurélio Mello, após sua aposentadoria, em julho deste ano . A sabatina ocorreu após mais de quatro meses de espera. O atraso se deu devido ao presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado,  Davi Alcolumbre (DEM-AP), que se recusou a agendar uma data para pautar a sabatina anteriormente, já que não concordava com a indicação de Mendonça ao cargo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA