CUIABÁ

Saúde

Covid-19 deixa rastro de 12 mil órfãos no país

Publicado em

Saúde


source
Mais de 12 mil crianças perderam pai ou mãe para covid-19 no Brasil
Reprodução/Pixabay

Mais de 12 mil crianças perderam pai ou mãe para covid-19 no Brasil

Um levantamento feito pela Arpen, que representa os Catórios de Registro Civil do Brasil, mostra que ao menos 12.211 crianças de até seis anos de idade ficaram órfãs de um dos pais por causa da covid-19 desde março de 2020.

Os dados foram obtidos através do cruzamento entre os CPFs que constam nos registros de nascimento e de óbitos feitos em todos os cartórios do país.

A grande maioria das crianças que ficaram órfãs na pandemia (25%) não tinham completado um ano. Outros 18% já tinham um ano de idade; 18,2% dois anos; 14,5% três anos; 11,4% 4 anos, 7,8% 5 anos e 2,5% 6 anos.

Leia Também:  Covid-19: Navio aportado em Santos tem dois tripulantes com Delta

Cerca de 223 pais faleceram antes mesmo do nascimento dos filhos, e 64 crianças de até seis anos perderam tanto o pai quanto a mãe para a doença.

Leia Também

Os estados de São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Ceará e Paraná concentram o maior número de óbitos com pais de crianças nessas faixas etárias.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Saúde

Setor de turismo prevê melhora com avanço da vacinação no Brasil

Publicados

em

Por


source
Turismo em Salvador, Bahia
Reprodução

Turismo em Salvador, Bahia

Após despencar 36,6% em 2020, o setor de turismo prevê melhora com o avanço da vacinação no Brasil. Cálculos da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostram um cenário positivo para recuperação plena em 2022. 

A margem entre as receitas e o potencial de geração do setor é a menor desde o começo da pandemia. Esta diferença diminuiu pelo quinto mês consecutivo. Neste período, a perda em relação ao faturamento esperado foi de R$ 15,3 bilhões. 

Fabio Bentes, diretor da CNC, afirmou que existe uma melhora principalmente nos subsetores como hospedagem e passagens aéreas. “A gente acredita em uma aceleração no quarto trimestre, diretamente relacionada ao avanço da circulação de pessoas”, disse em entrevista à Folha de São Paulo. 

O diretor ainda afirmou que o setor é capaz de se recuperar plenamente no segundo trimestre de 2022.

Leia Também

Segundo dados obtidos pelo Google Trends, ferramenta que monitora termos mais buscados pelos usuários, a pesquisa pela palavra “viagem” atingiu seu maior pico de interesse em setembro. Este foi o maior patamar obtido desde março do ano passado.

Marina Figueiredo, vice-presidente da Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), disse à Folha que a procura por voos domésticos cresceu pelo quinto mês consecutivo. 

“Temos mais destinos sendo vendidos, e o medo das pessoas ficou menor com a vacina. Isso dá uma perspectiva de final de ano muito melhor do que a do ano passado”, afirmou. 

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA