CUIABÁ

Tecnologia

Facebook é condenado a pagar R$ 44 mil a família vítima de golpe no WhatsApp

Publicado em

Tecnologia


source
Facebook é culpado por golpe no WhatsApp
Unsplash/Alexander Shatov

Facebook é culpado por golpe no WhatsApp

O Facebook terá que pagar R$ 44 mil de danos materiais a irmãos vítimas do  golpe do perfil falso no WhatsApp. A decisão foi tomada pela juíza Rita de Cássia de Cerqueira, do 5º Juizado Especial Cível de Brasília, que entendeu que a plataforma “não tomou nenhuma medida para impedir os prejuízos”. As informações são do G1.

De acordo com o processo, a mãe dos irmãos, uma idosa, recebeu mensagens no WhatsApp de um número desconhecido que tinha a foto de um dos filhos. O contato pedia dinheiro, e a idosa acabou transferindo R$ 44 mil porque achou que o filho estava em “uma situação difícil”.

“É incontestável que o autor da fraude teve acesso aos dados do perfil do filho da vítima, uma vez que se utilizou da fotografia que consta de seu perfil e de sua lista de contatos telefônicos, já que sabia exatamente com quem estava falando, e escolheu, obviamente, alguém cujo apelo pudesse ser verossímil, sua mãe”, disse a juíza em sua sentença.

Ainda no processo, o Facebook se defendeu dizendo que “o autor da fraude agiu por meio de um perfil vinculado a número de telefone diverso do número do filho da vítima, uma vez que é impossível por meio do WhatsApp dois números serem utilizados simultaneamente”.

Leia Também

A juíza se baseou na Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) para dar a setença. “Além de propiciar que os dados do autor [filho da idosa] estivessem sob domínio de terceiros, a ré [o Facebook] não tomou nenhuma medida para impedir os prejuízos ocasionados”, afirmou. A decisão foi tomada em primeira instância e ainda cabe recurso.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Tecnologia

Como fazer sua retrospectiva de 2021 do Apple Music

Publicados

em

Por


source

Página da retrospectiva 2021 do Apple Music
Página da retrospectiva 2021 do Apple Music (Imagem: Lucas Lima/Tecnoblog)

Com o fim do ano, já virou tradição esperar pelas retrospectivas de plataformas de streaming — aquele compilado de músicas, álbuns e artistas que descobriu ou mais ouviu no ano. Ainda que o movimento tenha começado com o “Spotify Wrapped”, outros serviços seguiram a campanha. Já disponível, veja como fazer sua retrospectiva do Apple Music para 2021.

Diferente do Spotify, a retrospectiva do Apple Music é feita pelo navegador, tanto do desktop ou pelo próprio smartphone (iPhone ou Android). Não é possível ver as estatísticas pelo aplicativo, apenas pela página do browser, veja como encontrar:

Leia Também

Leia Também

  1. Acesse a página da retrospectiva do Apple Music

    No navegador, acesse https://replay.music.apple.com/br e toque na opção “Ouça seu mix Replay” . Será necessário fazer login com seu Apple ID. Se estiver no iPhone e o navegador abrir o app do Apple Music direto, encerre o aplicativo e tente novamente ou tente fazer o processo pelo computador. Tela para calcular as estatísticas da retrospectiva de 2021 do Apple Music

  2. Acompanhe as estatísticas

    Depois de fazer login e esperar a página calcular as estatísticas, uma playlist com a retrospectiva de 2021 será oferecida para adicionar à biblioteca. Continue rolando a página para encontrar os dados de músicas, artistas e álbuns mais ouvidos no ano. Retrospectiva do Apple Music de 2021

Leia Também:  Perseverance vira garoto propaganda do Google com selfies em Marte; assista

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

MULHER

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA